O Lafões Cult Lab é um espaço de criação artística em arte sonora site-specific e de pesquisa social, desenvolvido em interação com comunidades e paisagens rurais da região de Lafões, formada pelos concelhos de São Pedro do Sul, Vouzela e Oliveira de Frades. O programa de residências artísticas da Binaural/Nodar celebrou em 2016 o seu 10º aniversário de atividade ininterrupta, tendo sido acolhidos até ao momento mais de 150 artistas e investigadores oriundos de todo o mundo. A organização encoraja que os artistas residentes estabeleçam interacções com o local, os seus habitantes, espaço geográfico, identidade e memória.

Desde que começou a sua atividade em contexto rural que a Binaural/Nodar tem vindo a alargar a sua área geográfica de intervenção. Os anos de 2006 e 2009 constituíram os anos de aprofundamento da investigação artística num conjunto restrito de aldeias de montanhas do maciço da Gralheira (município de São Pedro do Sul): Nodar e Sequeiros, onde se situam as raízes familiares dos membros da direção Rui e Luis Costa, mas também Rompecilha, Macieira, Covas do Monte, Covas do Rio, Candal, Manhouce, etc. Em 2010, a Binaural/Nodar dedicou todo um ano a uma pesquisa artística sobre um importante rio da região, o rio Paiva, o que significou uma extensão a outros municípios da região como Castro Daire e Vila Nova de Paiva.

A partir de 2015, a Binaural/Nodar estabeleceu protocolos de colaboração com quatro municípios, São Pedro do Sul, Vouzela, Oliveira de Frades e Viseu, onde tem desenvolvido pesquisa etnográfica multimédia e criação artística em arte sonora, sendo que se prevê a partir de 2016 um trabalho que gradualmente vá abrangendo todos os 14 municípios da Região de Viseu Dão Lafões.

Disciplinas e média:
Arte sonora, música improvisada, composição electroacústica, esculturas sonoras, instalações intermedia.

Despesas suportadas pelos artistas:
Os artistas apenas terão de suportar o custo das suas viagens para/de a residência. Não obstante, a organização procura sempre obter apoio financeiro das embaixadas ou delegações locais dos institutos culturais dos países de origem dos artistas. Encorajamos igualmente os artistas a contactarem as entidades culturais relevantes dos seus países para a obtenção de apoio financeiro para as suas viagens.

Os artistas terão à sua disposição, sem qualquer custo, alojamento, alimentação, utilização de equipamentos áudio e vídeo e um espaço social para contacto com outros artistas e públicos locais. Outras viagens a locais de interesse da região ou para os espaços de performance são igualmente suportadas pela organização.

Apresentação dos trabalhos artísticos:
A organização define como fundamental a partilha pelos artistas do resultado da sua residência, através de performances, ensaios abertos, conversas e/ou exposições no local da residência e dirigidos aos públicos locais.

Candidaturas:
Todos os anos a Binaural/Nodar anuncia uma candidatura aberta para a recepção de projectos artísticos e só a partir desse momento é possível enviar propostas para residências (período provável para o anúncio da candidatura: entre Março e Junho de cada ano para projetos artísticos a desenvolver no ano seguinte), sendo a data limite para a apresentação de candidaturas definida entre 30 Setembro e 31 de Outubro.

Por outro lado, as residências têm anualmente um tema definido, pelo que aconselhamos os artistas a não enviarem projectos que não se enquadrem no referido tema.

O comité de avaliação dos projectos, constituído pela direcção da Binaural/Nodar, comunicará o resultado da selecção até um prazo máximo de três meses após a data limite de candidatura.

Informações:

Luís Costa
luis.costa@binauralmedia.org