Descrição do projecto

Joachim Montessuis & Gaël Segalen

“Magaio Egregore” é uma criação sonora baseada na convergência das abordagens dos dois artistas: a gravação sonora de campo e o diálogo artístico de Gaël Segalen e a composição “trance” e performance de Joachim Montessuis. O objectivo deste projecto é revelar o “espírito do lugar”, um convite para criar um espírito de comunhão nesta área rural e expressar o que seria / poderia ser uma egrégora colectiva (egrégora: um conceito que se refere à constituição de um espírito psíquico colectivo a partir das energias geradas pela interacção de um grupo de pessoas). Para conseguir isso, os artistas propõem um processo de composição e de performance ao vivo com as vozes gravadas dos moradores de algumas das Aldeias de Magaio. Esta composição constituirá uma enorme polifonia dissonante, um quebra-cabeças colossal, uma litania profunda e ritualística, indo desde palavras semânticas até um composto sonoro fértil. A meta linguística do diálogo, os tesouros da língua, as expressões vernaculares locais, o fluxo contínuo de histórias infinitas estimuladas pelo microfone, irão todos alimentar a composição.