Descrição do projecto

Projecto: “Any Way the Wind Blows”
Categoria: Instalação Sonora
Período: Maio 2009
Evento: Residência Artística


“Any Way the Wind Blows” é um projecto de gravação sonora e de instalação em interacção com o ambiente natural de Nodar. Através do uso de cordas de aço sob tensão entre árvores, microfones “piezo” e sistemas multi-canal amplificados por sistemas portáteis, foi amplificado o som do vento a soprar, fazendo vibrar os ramos e folhas das árvores, arbustos e ervas, o qual foi reintroduzindo posteriormente na forma de reflexo sonoro no próprio ambiente.

Foram efectuadas gravações sonoras destes ambientes auto-interactivos e os vários locais onde se realizaram as várias instalações foram documentados com fotografias e vídeo, dando ao projecto uma documentação esclarecedora do trabalho e do processo que o conduziu.

Num plano conceptual estas instalações questionam a noção de lugar de arte como algo existente no olhar do espectador: como diz o ditado antigo: se uma árvore cai e ninguém ouve, será que caiu mesmo?”

No final da residência, foi apresentada ao público uma instalação, a qual serviu quer como meio de revelação dos métodos de trabalho de Jason Kahn, quer como oportunidade para as pessoas ouvirem um ambiente sonoro a circular em direcção a si mesmo.


Enquanto montava as várias instalações de “Any way the wind blows” Jason Kahn partilhou com Luis Costa algumas reflexões soltas sobre os aspectos conceptuais e prácticos do seu projecto. Eis este diário sonoro acompanhado pela presença poderosa do vento.


Jason Kahn | EUA, Suíça

Jason Kahn actua quer a solo quer de forma colaborativa, usando percussão, sintetizador analógico ou computador, em combinações variáveis. Para grupos de improvisação dirigida, construiu um sistema próprio de notação gráfica. Concebe ainda instalações sonoras para espaços específicos. Estas centram-se em questões ligadas à percepção do espaço através do som. Em 1997, fundou a editora independente de CD “Cut”, tendo produzido até à data vinte e cinco CD’s, do próprio trabalho e de outros artistas.

http://jasonkahn.net