Descrição do projecto

Projecto: Birth Song: Cross-Cultural Exploration of an Old Birth Art
Categoria: Composição Electroacústica, Fonografia, Fotografia
Período:
Abril 2007
Evento: Residência Artística


“Birth Song” é um projecto desenvolvido em colaboração com Dennis-Báthory-Kitsz e Stevie Balch. A canção é uma tradição que envolve as mulheres que acabam de dar à luz, em todas as culturas. O objectivo deste projecto é ouvir, gravar, transcrever, explorar, estudar, analisar e catalogar essas canções em diferentes culturas, descobrir os seus elementos comuns e as suas diferenças, relacionando-as com outras tradições ligadas ao nascimento, parto e relação mãe/criança.

O projecto começa com uma residência em Nodar e continua através da Europa, América do Norte e América do Sul. Os seus resultados serão publicados no ‘The Birth Songbook’, juntamente com as gravações, fotografias e uma série de retratos sonoros e composições electroacústicas, performances e peças radiofónicas.

As mães serão observadas e entrevistadas e as suas canções serão gravadas e transcritas. Este projecto formará uma curva ascendente / descendente, começando pela contextualização, procedendo a comparações culturais. No topo da curva está a canção em si, com exemplos de interpretação. No final, transporta-se o que se aprendeu para o contexto das práticas de nascimento nas culturas pós-modernas.

Dennis Báthory-Kitsz | EUA

Dennis Báthory-Kitsz (EUA) nasceu em 1949 e é compositor, autor, editor, professor e tecnólogo. Está envolvido no avanço das artes e tecnologia de um ponto de vista humanista e experimental. Dennis compôs música para espectáculos de ‘vaudeville’, orquestras, esculturas sonoras, solistas, fita magnética e electrónica, dança, ambientes multimédia e eventos de performance. Decidiu profissionalizar-se na área da música e do som quando dirigiu o Dashuki Music Theatre (‘Plasm over ocean’ e ‘Stoneworld/Grey’) e Il Gruppo Nuke Jitters (‘Echo’). Dirige a extremamente eclética cooperativa de artistas Malted/Media e compôs música para orquestra, grupos de câmara e solistas tendo alguns deles realmente tocado a sua música.

A sua peça ‘Detritus of Mating’, uma paisagem sonora electroacústica, tem a duração de 27 anos. Compôs recentemente as peças ‘iskajtbrz’ para sons electrónicos; ‘Spammung’, para voz e electrónica; ‘LiquidBirds’ para 3 theremins, 3 vozes, e vídeo; ‘Northsea Balletic Spicebush’ para contrabaixo solo; ‘Genial Music’ para cordas, piccolo, e glockenspiel; e ‘Glossolalia’, uma série de estudos. Vive em Northfield, Vermont. A sua música é publicada pela Westleaf Edition.

http://maltedmedia.com/people/bathory/


Stevie Balch | EUA

Stevie Balch (EUA, 1950) é mãe, parteira, enfermeira, autora e editora. Acompanhou o nascimento de centenas de bebés desde o início dos anos 70 como uma das parteiras pioneiras no Vermont, juntando conceitos novos e ancestrais de práticas obstréticas, inspirados pelas ideias de Michel Odent, Cornelia Enning, e muitos outros. A sua atenção em relação a tradições em vias de desaparecer no seu país natal levou-a à noção de que as canções de nascimento, perdidas pela medicalização das práticas nos EUA, poderão estar a florescer noutros lugares do mundo.