Descrição do projecto

Título: Campanologias Beirãs
Autoria: Luís Costa
Co-produção: Binaural/Nodar e Teatro Viriato
Colaboração Artística: Rui Costa
Gravações de Campo: Luís Costa e Nely Ferreira

“Campanologias Beirãs” é um projeto sonoro de Luís Costa, presidente da Binaural/Nodar, cujo resultado final é uma composição exclusivamente através de toques de sinos de igrejas e capelas da cidade da região de Viseu Dão Lafões, ativados por jovens voluntários a partir de uma partitura gráfica (“visual based score”) com instruções ligadas à própria tradição sineira portuguesa e à perceção sonora das localidades, criando uma fonosfera específica e irrepetível.

“Campanologias Beirãs” parte de diversas fontes e influências que contribuem para uma narrativa que atua na ativação emocional da obra, a qual tenta assim escapar a um carácter sonoro puramente paisagístico: Desde logo, a carga simbólica e libertadora da subida de jovens às torres dos campanários, locais tidos de difícil acesso, mas também a ligação narrativa à importância teológica dos locais de culto, dos respectivos santos padroeiros e dos rituais num sentido antropológico.

“Campanologias Beirãs” propõe ao público um guia de escuta de forma a ativar a concentração, meditação e intensidade na receção de uma obra que assume de forma inequívoca a sua condição de arte sacra contemporânea, logo imbuída de um espírito evangelizador em paralelo com os seus aspetos puramente estéticos.

 

Apresentações públicas

A Cidade de Mateus: Uma Campanologia Viseense

31 Maio 2014 às 20h30

Locais: Sinos de sete igrejas e capelas do centro histórico de Viseu.
Campanologia Sampedrense

02 Agosto 2015 às 19h30

Locais: sinos de quatro igrejas e capelas do centro histórico de São Pedro do Sul