Descrição do projecto

Projecto: O vale
Categoria: Artes visuais, performance
Período: Outubro 2008
Evento: Residência Artística


Das primeiras intenções e primeiros desejos – o Iluminar o vale de Nodar – são duas (grandes) tarefas de trabalho que determinaram o projecto. A primeira, cavar um buraco na terra. A segunda, reflectir a luz do Sol para o vale. O buraco a cavar no solo foi feito com base numa prática regular (diária) de trabalho. A sua dimensão (área e profundidade) foi definida em relação com o vale e com os habitantes da aldeia. Em si, comporta a escala do vale de Nodar.

A reflexão de luz para o vale será feita com espelhos a partir do cimo do monte e o público será convidado a colocar-se em torno desse buraco. Do cume do monte serão direccionados lampejos de luz para o sopé, no buraco.

Andrea Brandão | Portugal

Andrea Brandão nasceu em Vila Nova de Gaia em 1976 e vive em Lisboa. É licenciada em design inustrial e finalista do Curso Avançado de Artes Plásticas no Ar.co. A sua formação complementar (teatro, vídeo, performance e dança e voz) tem vindo a ser feita em workshops com artistas portugueses e estrangeiros. Entre estes, destaca Laurent Simões, Sofia Neuparth e João Fiadeiro e em particular, na residência de investigação “Case Study” (atelier Re.al). Foi interprete no “Trio Multiplicado” do coreografo Tiago Guedes (Ciclo Como Eu e Tu) e na performance/ instalação “sexyMF” de Ana Borralho e João Galante.

Participou com trabalhos seus no Festival Reheat (Kleylehof, Áustria), na exposição colectiva Decrescente Fértil, na mostra Jovens Criadores 06 e no Festival X (2005).