Luís Costa e Alma Sauret: A Água Esquizofrénica

A Água Esquizofrénica: Uma reflexão sonora sobre a mudança irreversível da comunidade rural de Casal de Sejães (município de Oliveira de Frades, PT) atingida pela barragem de Ribeiradio/Ermida, da autoria do coordenador da Binaural/Nodar Luis Costa e da jovem artista sonora/músico experimental francesa Alma Sauret, os quais desenvolveram trabalho de campo nas margens do rio Vouga entre 21 e 24 de Abril de 2016, no contexto de uma micro-residência do projeto europeu SOCCOS que também incluiu alunos do Mestrado de Criação Artística Contemporânea da Universidade de Aveiro.

Luis Costa (Lisboa, 1968) é um documentarista, criador e educador sonoro que trabalha no contexto geográfico da região de Viseu Dão Lafões, no centro de Portugal, sendo o coordenador da Binaural/Nodar, uma organização artística que trabalha com arte sonora e música experimental site-specific em contexto rural, a qual já acolheu mais de 150 artistas e pesquisadores internacionais.

Alma Sauret (Valence, 1993) é uma jovem artista sonora / músico experimental francesa. Ela explora várias abordagens pata-físicas na música e som. Actualmente está a frequentar o Mestrado em Arte na Escola de Arte e Design de Grenoble.

2017-02-13T18:31:44+00:00 25 Abril, 2016|