Escola de Verão de Nodar realiza-se entre 22 e 28 de Julho

Escola de Verão de Nodar
Nodar, concelho de São Pedro do Sul
22 – 28 Julho 2013
Apresentação pública, 27 Julho às 21h00
Largo Principal de Sul, São Pedro do Sul

Este é um tempo de redescoberta dos territórios, das suas paisagens e recursos patrimoniais, materiais e imateriais. É igualmente um tempo de produção e disseminação, muitas vezes caótica, de material audiovisual relacionado com territórios. No entanto, existem muitos equívocos à solta sobre o que pode significar documentar o real utilizando meios audiovisuais. Há pois que pensar com profundidade e paciência uma diversidade de aspetos cruciais: que áreas do conhecimento são úteis para a documentação dos territórios, que aspectos sensoriais podem ser relacionados, o que se pode e deve devolver às comunidades documentadas, como escapar às impressões imediatas e captar de forma inovadora os sentidos mais profundos e subtis do magma cultural de um território: os arcaísmos, as transformações, as contaminações, as representações sociais endógenas e exógenas?

Este curso intensivo de 7 dias propõe uma partilha crítica de muitas das metodologias e práticas do trabalho desenvolvido desde 2006 pela Binaural/Nodar no território de montanha do maciço da Gralheira, baseadas num contato direto e contínuo com comunidades rurais e numa dimensão exploratória em termos de conceitos, sentidos e media utilizados.

Estarão presentes na escola de verão estudantes, artistas e especialistas em áreas como a arte sacra, ciências ambientais, antropologias visuais, etc. oriundos de países como Portugal, Itália, Austrália, Estados Unidos e Nova Zelândia.

2017-02-13T18:31:51+00:00 12 Julho, 2013|