O artista sonoro Americano John Grzinich passou em Abril 2008 pelo Centro de Residências Artísticas de Nodar, onde desenvolveu um projecto sonoro (“Nodar Flowlines”) baseado na interacção com os fluxos de água locais, sejam os ribeiros que descem da montanha até ao rio Paiva, sejam os canais que conduzem a água até à aldeia. A sua metodologia de trabalho foi desenvolvida de acordo com os seguintes parâmetros:

1 – Escolha de um local apropriado para cada sessão de gravação;
2 – Construção / montagem de um dispositivo mecânico (fios metálicos, garrafas, objectos de metal, objectos de madeira, etc.), o qual em interacção com o fluxo da água e com os microfones produziria padrões sonoros modificados;
3 – Gravação áudio da interacção entre paisagem sonora + fluxo de água + dispositivo + microfone;
4 – Registo vídeo simultâneo de cada localização específica, como forma de documentar o processo de gravação sonora;
5 – Edição de um DVD com o resultado audiovisual das gravações efectuadas durante a residência.

Eis algumas fotos da presença de John em Nodar e um excerto vídeo de “Nodar Flowlines”:
IMG_0831 John (US/Estonia) presenting project at FNAC John Grznich recording for John Grznich recording for recording for recording for recording for recording for recording for recording for IMG_7176.JPG IMG_7175.JPG IMG_7189.JPG IMG_7172.JPG

[MEDIA=10]

Uma improvisação sonora com garrafas em contacto com a água: