Fronte[i]ras 07 – I Encontro Internacional de Artes Transdisciplinares, um evento colaborativo organizado pela Binaural e Associação Cultural de Nodar (Portugal) e pela Alg-a (Espanha), encerrará o seu programa de actividades com uma exposição colectiva de dez obras de arte relacionadas com a temática da fronteira, as quais foram criadas durante duas residências artísticas simultâneas, uma na comunidade rural de Nodar (Portugal) e outra na Ilha de San Simón (Galiza, Espanha).

Os artistas e obras incluídas na exposição são os seguintes:

Vered Dror (Israel) – Souvenirs
Maria Idília Martins (Portugal, residente na Venezuela) – Zapatos de Mi pueblo
Amaya González Reyes (Galiza, Espanha) – Transgresión
António Pedro (Portugal) – Eu só quero ser (aquilo que sou)
Maksims Shentelevs (Letónia) – Soundscape Mapping
Carlos Suárez
(Galiza, Espanha) – A morte como Fronteira
Richard Lerman (EUA) – Border / Algae / Acqua
Azul Blaseotto (Argentina) – Ardiente Árbol Genealógico
Leila Durán e Arturo Reboiras (Galiza, Espanha) – Tempo Linear. Tempo Cíclico
Mona Higuchi (EUA) – Ghost Planes

A exposição estará aberta no Museu de Arte Rural e no Centro de Promoção Social de Carvalhais (S. Pedro do Sul, Portugal) entre os dias 15 Dezembro 2007 e 31 Janeiro 2008 e foi montada em colaboração com professores e alunos da escola profissional local, tendo sido a primeira vez que estes alunos (na grande maioria de origem rural) tomaram contacto com obras de arte contemporânea.

As visitas à exposição deverão ser marcadas antecipadamente, telefonando para +351 918 951 857 ou +351 916 432 585 ou enviando um email para fronteiras07-cps-carvalhais.com.

O Centro de Promoção Social de Carvalhais:

O Museu de Arte Rural de Carvalhais:

O poster da exposição (clicar na foto para aumentar imagem):

[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]