Binaural/Nodar será chefe-de-fila de projeto europeu Tramontana financiado pelo Programa Europa Criativa (Creative Europe).

De acordo com os resultados anunciados há poucas semanas, a Binaural Nodar será a entidade coordenadora da terceira etapa do projeto Tramontana, que tem como objetivo a documentação, o tratamento, a análise, a restituição e a difusão de acordo com metodologias inovadoras, participativas e dinâmicas, do património imaterial de sociedades rurais e de montanha da Europa. O projeto tomará como inspiração os princípios enunciados na Convenção para a salvaguarda do património cultural imaterial, adoptado em Paris a 17 Outubro de 2003 pela UNESCO.

Constituída em 2011, a Rede Tramontana (http://www.re-tramontana.org) é composta atualmente por oito membros de cinco países diferentes, trabalhando em Espanha (Audiolab, País Basco), França (Nosauts de Bigòrra, Numériculture Gascogne e Eth Ostau Comengés, todas nos Pirinéus Franceses), Itália (Bambun e Associazione LEM-Italia, ambas na região de Abruzzo), Polónia (Akademia Profil) e Portugal (Binaural/Nodar), aos quais se juntam uma enorme diversidade de parceiros associados, entre associações, universidades, centros de investigação, municípios, museus etnográficos e de arte contemporânea, parques naturais, etc.

O projeto Tramontana III iniciar-se-á em 1 de Julho de 2017 e durará 24 meses, sendo declinado em cinco blocos distintos de intervenção:

I. TERRA TRAMONTANA – Programa Integrado de pesquisas de terrenos audiovisuais e sonoras em zonas rurais Europeias, seguindo metodologias comuns de pesquisa e de enquadramento temático.
II. MACHINA TRAMONTANA – Programa integrado de metodologias e ações de edição, digitalização, transcrição, arquivo e catalogação de documentos audiovisuais produzidos e de documentos provenientes de outros arquivos privados de zonas rurais.
III SEMINA TRAMONTANA – Programa integrado de ateliês, eventos, animações e publicações, tendo como destinatários públicos escolares e universitários, ligados à documentação patrimonial das montanhas europeias.
IV. LAB TRAMONTANA – Programa integrado de criações artísticas, pesquisas científicas, publicações e ações de difusão de resultados junto das comunidades e outros públicos.
V. VOX TRAMONTANA – Programa integrado de ações de comunicação, de publicidade, de relações públicas e de promoção junto das comunidades e redes (associativas, territoriais, turísticas, universitárias, etc.)

A Binaural/Nodar desenvolverá trabalho de pesquisa de terreno com incidência nos três municípios de Lafões (São Pedro do Sul, Vouzela e Oliveira de Frades) e no arco rural do Município de Viseu, dando sequência a trabalhos e contactos em curso junto de algumas comunidades e abordando temáticas como o ciclo do linho e do milho, a resina, a religiosidade popular, lendas e mitos, a criação de gado bovino etc. Durante o projeto serão lançadas pela Binaural/Nodar, em parceria com os municípios associados, vários livros acompanhados de CDs ou DVDs, os quais serão oportunamente anunciados, assim como várias exposições multimédia e ações educativas junto das comunidades educativas locais.

Das 430 candidaturas apresentadas junto da Comissão Europeia, na categoria 1 de projetos de cooperação Europa Criativa, 386 delas foram consideradas elegíveis, tendo sido de 82/100 a pontuação mínima dos projetos selecionados para financiamento. Foram apenas admitidos a financiamento 66 projetos, sendo a Binaural/Nodar a única instituição portuguesa a ser chefe-de-fila de um projeto neste ciclo de financiamento.

A Binaural/Nodar é uma entidade apoiada financeiramente pelo Governo de Portugal / Direcção-Geral das Artes, através de contrato tripartido que inclui os municípios de São Pedro do Sul, Vouzela e Oliveira de Frades.









Source